O projeto SINCRO começa a funcionar

A assinatura do convénio foi a primeira etapa do projeto SINCRO (Sistema Inteligente de Prevenção de Risco Microbiológico em Água), um projeto de inovação que recebeu a subvenção de I+D+i do Ministério da Economia e que promove o consórcio formado por Adiquímica, Aigües de Sabadell, Empresa Municipal Mixta de Águas (EMATSA), Instituto de Microeletrónica de Barcelona, Universidade Autónoma de Barcelona (UAB) e Sens Solutions. A iniciativa foi selecionada pelo Ministério da Economia na convocatória Retos Colaboración, um programa de ajudas para promover o desenvolvimento tecnológico, a inovação e a investigação de qualidade.

O projeto SINCRO visa desenvolver um sensor óptico de medição de biofilme em tubagens e em todo o tipo de instalações. A medição óptica é muito menos invasiva e mais eficaz, do que outros métodos existentes, para controlar ainda mais a qualidade organoléptica e sanitária da água. Este projecto tem a duração de 3 anos com um orçamento total de 712.612,46 euros, dos quais cerca de 50% serão financiados com o subsídio recebido.

Prevê-se que o projeto consiga alcançar o objetivo de obter uma solução de mercado, o que pode supor um passo importante no controlo do estado de qualidade das redes de distribuição, e de todo o tipo de instalações, pois permitirá um maior controlo de forma mais simples e economicamente viável.